Curso Livre (Novo !) | FAZER INTERVENÇÃO – Os processos comunicativos no atendimento social

Logo 1 ULusíada

Universidade Lusíada de Lisboa

Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa

ISSSL

ISSSL-ULL


Curso Livre

FAZER INTERVENÇÃO

Os processos comunicativos no atendimento social

25 Nov. 2016 – 14 Jan. 2017


APRESENTAÇÃO

O acompanhamento social de cidadãos/utentes/clientes integra dimensões-chave da profissão do assistente social e é assente em metodologias de intervenção social que constituem importantes objectos de estudo e de reflexão na prática, na investigação e na formação em Serviço Social. O “atendimento social” configura momentos de encontro entre os assistentes sociais e as pessoas que recorrem aos serviços e a comunicação estabelecida é determinante para o sucesso do processo de ajuda.

O Grupo de Etnometodologia e Análise Conversacional da Clusividade social (GEACC), do Centro Lusíada de Investigação em Serviço Social e Intervenção Social (CLISSIS), tem vindo a debruçar-se sobre o estudo destes momentos interaccionais em colaboração com assistentes sociais e outros profissionais da acção directa. As gravações de atendimentos e visitas domiciliárias nos seus contextos naturais têm constituído a base que nos tem permitido, através da análise da conversação, potenciar estudos directos e micro-analíticos destes quadros de intervenção social. As evidências assim geradas proporcionam um suporte científico inovador para a realização de formações aprofundadas e de treinos avançados de competências, que renovam os debates e enriquecem a reflexividade dos profissionais sobre as suas próprias práticas de atendimento social.

Este curso livre constitui uma oportunidade de formação pós-graduada de assistentes sociais, bem como de outros profissionais da intervenção social. Em suma, este curso livre assume-se como uma oportunidade, no âmbito da formação contínua, de:

  • capitalização de conhecimentos na área do acompanhamento social, focalizado na comunicação no quadro do atendimento social;
  • reflexividade profissional;
  • incentivo ao desenvolvimento e/ou participação em projectos de investigação e co-produção de conhecimentos em Serviço Social.

OBJECTIVOS

  1. Aprofundar conhecimentos teóricos em articulação com as necessidades suscitadas pelas práticas profissionais;
  2. Reforçar as competências interaccionais dos assistentes sociais;
  3. Incrementar processos teórico-práticos reflexivos como forma de contribuir para um exercício profissional de qualidade.


PLANO de ESTUDOS

1. A dimensão técnico-operativa do Serviço Social desvendada pela análise da conversação (10 horas):

  • A dimensão técnico-operativa do Serviço Social: o atendimento social enquanto quadro de interacção no contexto dos processos de intervenção social;
  • A intervenção social e os processos comunicativos: a linguagem como instrumento de intervenção;
  • O atendimento social enquanto interacção institucionalmente enquadrada;
  • A co-pilotagem da interacção pelo profissional e pelo utente.

2. Actos profissionais e estrutura prototípica do atendimento social (15 horas):

  • A abertura:
    • Acolher;
    • Pedido de ajuda e construção do “caso”.
  • A identificação do(s) problema(s) e o diagnóstico:
    • Narrativas: falar de si e expor os seus problemas;
    • Escuta activa;
    • Juízos de valor e dimensão moral de intervenção;
    • A gestão do desacordo.
  • (Re)Definir a acção:
    • Aconselhar, envolver, convencer: acordos e co-decisões.
  • Os bastidores da acção:
    • Oralidade e escrita na prática profissional: paper work & people work.
  • Actos profissionais e prática reflexiva.

3. Questões transversais (10 horas):

  • A micro-ética nos atendimentos sociais: face work e cortesia verbal na relação de ajuda;
  • (Dis)Empowerment e gestão comunicativa das injunções paradoxais da profissão em sede de atendimento social;
  • O case work no contexto do Serviço Social crítico.


DOCENTES



DATAS

6ª-feira Sábado
Nov.

25/11/2016

(18h-21h)

26/11/2016

(10h-13h)

 

Dez.

02/12/2016

(18h-21h)

03/12/2016

(10h-13h)

09/12/2016

(18h-21h)

10/12/2016

(10h-13h)

16/12/2016

(18h-21h)

17/12/2016

(10h-13h)

 

Jan.

06/01/2017

(18h-21h)

07/01/2017

(10h-13h)

13/01/2017

(18h-21h)

14/01/2017

(10h-12h)


Para saber mais –> Página web do Curso Livre


«(…) communication skills constitute the primary skill of social work because it is through our capacity to communicate that we form assessments, undertake interviews, engage in problem-solving and decision-making activities, negotiate an implementation plan, and evaluate our effectiveness» (Trevithick, 2012: 8).

Trevithick, P., 2012. Social Work Skills and Knowledge: A Practice Handbook
3rd ed., Maidenhead / New York: Open University Press / McGraw-Hill.

ICON - GEACC


Michel G. J. Binet

Professeur à l'ESECS-IPP (Escola Superior de Educação e de Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Portalegre) et à l’ISSSL-ULL (Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa – Universidade Lusíada de Lisboa) - Chercheur en Travail social - Docteur en Anthropologie - Analyste de la Conversation - Membre du Conseil du GIS Hybrida-IS, Groupement d'Intérêt Scientifique en Travail social - Coordinateur du Conseil Scientifique de la CERCIMA

More Posts

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *