ACRI-1 | « CVs e Contra-Narrativas »

Grupo (aberto) de Investigação colaborativa

O GEACC colabora com um inquérito por entrevistas semi-diretivas, que incide sobre a precariedade laboral e o desemprego em Portugal, vivenciados na primeira pessoa por assistentes sociais.

As entrevistas são transcritas de acordo com as convenções jeffersonianas, de modo a possibilitar descrições detalhadas da relação de inquirição encarada na sua dimensão interaccional e a analisar por essa nova via os conteúdos discursivos trocados em sede de entrevista.

 

___________

Grupo de Investigação colaborativa | CVs e Contra-narrativas anti-opressivas: Serviço Social e Crítica da reificação curricular das desigualdades de destino em tempo de precarização neoliberal

Co-autores:

Michel G. J. Binet (coord.)
Sociólogo, Doutor em Antropologia
Professor Auxiliar na Universidade Lusíada de Lisboa
GEACClissis | Investigador Responsável
Ana Fátima Ferrinha
Assistente social (28 anos de experiência profissional)
Licenciada em Serviço Social
Cristina Coelho
Assistente Social, Doutoranda em Serviço Social
Assistente de 2º triénio no Instituto Politécnico de Portalegre – Escola Superior de Educação
GEACClissis | Investigadora (Colaboradora)
Filipe Duarte
Assistente Social, Doutorando em Serviço Social
Investigador e Professor Assistente em Serviço Social na Carleton University
CESSS (FCH-UCP) | Investigador
Inácia Sezões
Assistente Social, Mestranda em Serviço Social
GEACClissis | Investigadora (Colaboradora)
Isabel Sousa
Assistente Social, Doutoranda em Serviço Social
GEACClissis | Investigadora
 Jacqueline Marques
Assistente Social, Doutoranda em Serviço Social
Professora Adjunta no Instituto Superior Politécnico Gaya
CID (ISPGaya) | Investigadora

 

_________

Comunicações:
.
14-03-2014 | CVs e Contra-narrativas anti-opressivas: Serviço Social e Crítica da reificação curricular das desigualdades de destino em tempo de precarização neoliberal. In III Congresso Internacional de Serviço Social «Serviço Social em tempo de incerteza». Lisboa: Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa da Universidade Lusíada de Lisboa (ISSSL-ULL) – Associação dos Profissionais de Serviço Social (APSS).
.
18-03-2014 | Workfare, desregulação do emprego e serviço social crítico: a precariedade laboral retratada e questionada pelos assistentes sociais. In Conferência do Dia Mundial do Assistente Social (18 de Março de 2014). Vila Real: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).
.
24-05-2014 | O que revelam as (contra-)narrativas do(a)s Assistentes Sociais sobre os impactes sociais das politicas de austeridade. In III Congresso Nacional de Serviço Social « Crises e (in)justiça social: Desafios para a(os)s Assistentes Sociais ». Coimbra: Associação dos Profissionais de Serviço Social (APSS). Available at: http://3congressoservicosocial.wordpress.com/.

.

«Reivindicando-se da teoria crítica, a abordagem proposta mantém fortes elos de ligação com a investigação empírica, documentando os impactos da desregulação laboral sobre as trajetórias biográficas e os projetos de vida de assistentes sociais, mediante a recolha e o estudo intensivo de um corpus de entrevistas semi-diretivas».

Biografias e Anti-Oppressive Social Work | Base Zotero

 

 

Michel G. J. Binet

Professeur à l'ESECS-IPP (Escola Superior de Educação e Ciências Sociais do Instituto Politécnico de Portalegre) et à l’ISSSL-ULL (Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa – Universidade Lusíada de Lisboa) - Chercheur en Travail social - Docteur en Anthropologie - Analyste de Conversation - Membre du Conseil du GIS Hybrida-IS, Groupement d'Intérêt Scientifique en Travail social

More Posts

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Groupe d’Ethnométhodologie et d’Analyse Conversationnelle de la Clusivité sociale