DATA SESSIONS

GEACC, Data Session : «Atendendo dois familiares de doente/s em Unidade de Serviço Social em meio hospitalar» (Dados multimodais – Anonimizados) – Dinamizador : David Monteiro) – Online, 16/12/2020 [Clicar para ampliar]

As Sessões de análise conjunta de dados conversacionais (Data Sessions) são um dos principais motores da dinamização das atividades científicas das equipas de investigação em Análise Conversacional (AC).
A crise pandémica Covid19 acelerou a utilização de soluções digitais para o teletrabalho. As equipas de investigação passaram a realizar cada vez mais as suas Data Sessions em regime distancial, o que gerou novas oportunidades de colaboração online entre equipas, por meio da participação nas Data Sessions de cada equipa de convidados exteriores.

Dois investigadores do G-FEACC (David Monteiro & Michel Binet) convidados para participar numa Data Session organizada pelo Grupo de pesquisa FEI – Dinamizador da Sessão : David Monteiro – Área temática : Terapia Aquática em Portugal – Online, 19/03/2021

Esta troca de convites, que dá hoje matéria a um novo tipo de Chamadas (Chamadas para submissão de propostas de dinamização de Data Sessions), estimula a circulação dos investigadores numa nova rede digital emergente, de Data Sessions. O G-FEACC participa nesta construção e dinamização de uma rede digital internacional (ver abaixo, alguns exemplos).

Dinamizar uma Data Session (Online)

O dinamizador pré-seleciona três trechos de dados (áudio ou vídeo), em formato de transcrição ou de ficheiros reprodutíveis (áudio ou vídeo). Cada trecho tem uma duração de 1 ou 2 minutos.

0) Partilha de alguns metadados ou dados contextuais pelo dinamizador (facultativo)
1) O primeiro trecho é visionado (dados vídeo), ouvido (dados áudio) ou lido (transcrição jeffersoniana) três vezes seguidas ;

2) Pausa de 10 minutos permitindo a cada um/a de organizar as suas notas ;
3) Realização de uma primeira volta/ronda. Instrução dada a cada participante : partilhar apenas uma observação na sua intervenção durante cada volta ao ecrã. O dinamizador tem o direito de comentar e de entabular uma breve interlocução com os participantes, a seguir cada intervenção ;
4) Realização de uma segunda volta/ronda, e assim por diante, até saturação dos dados ;
5) Revisionamento, re-escuta ou releitura do trecho ;

6) Segundo trecho : Repetir as etapas anteriores.

Nota 1 : Por regra geral, só os primeiros dois trechos são analisados em cada Sessão, prevista para durar Máx. 2 horas.  Às vezes, este tempo limitado permite analisar apenas um trecho. Isso é considerado normal, dada a elevada granularidade descritiva da AC e a riqueza da sua metalinguagem descritiva e analítica. Descobrir a densidade de observáveis e de analisáveis num trecho de “apenas” um minuto é uma das experiências potenciadas pela participação numa Data Session.

Nota 2 : O dinamizador da Sessão assume a obrigação de sinalizar nas suas comunicações ou publicações os dados trabalhados em sede de Data Session e de mencionar, em nota de rodapé, a data, o nome do Grupo e os nomes dos participantes na Data Session.

_____________________

OBJETIVOS

  • Dinamizar as atividades investigativas da Equipa e reforçar a sua coesão em torno do Projeto Científico do Grupo
  • Promover o conhecimento mútuo dos vários projetos, individuais e coletivos, desenvolvidos por membros do G-FEACC
  • Promover dinâmicas de colaboração no trabalho analítico, proporcionando a cada membro oportunidades de beneficiar de um suporte coletivo na produção de conhecimentos, por entrecruzamento dos olhares analíticos
  • Operacionalizar as Data Sessions como espaço privilegiado de formação inicial e avançada em Análise Conversacional (AC), criando dinâmicas de interformação entre membros seniores e juniores, de acordo com um modelo de Formação à investigação em AC pela prática acompanhada da investigação em AC
  • Explorar novas áreas, em fases de pré-projeto
  • Pôr à prova e, ao mesmo tempo, ensinar a Metalinguagem descritiva e analítica da AC, num confronto direto com dados autênticos
  • Proporcionar oportunidades de experienciar o método indutivo na e pela prática de análises guiadas pelos dados (Data Driven), sem grelhas de observação, de análise ou de questionamento pré-elaboradas
  • Por fim, mas não menos importante, criar uma dinâmica de grupo que gera um clima de confiança mútua e de apoio mútuo que ajuda cada membro a superar o receio de se expor aos olhares e aos comentários dos outros.  Esta dinâmica de bienveillance e de empoderamento mútuos numa performance realizada em grupo pode ser comparada, em vários aspectos, à dinâmica de músicos de jazz participando numa sessão de improvisação musical (Jam Session).

Afinidades entre as Data Sessions em AC e as Jam Sessions no jazz 

«Uma mesma linguagem, musical ou investigativa, como pano de fundo partilhado, e a busca de um acordo entre egos que se escutam mutuamente, num regime de rara liberdade (sem partições de notas pré-escritas) e de colaboração dialogante, sem medo, bloqueador e castrador, de ser julgado e rejeitado por companheiros, que aprenderam e sempre reaprendem a repudiar posturas de censores, para, juntos, compor criativamente» (Binet, 2022).

«‘‘Jam sessions’’ afforded players opportunity to develop musical ideas before a peer-based audience and garner immediate pedagogical feedback (…). Jazz musicians learned repertoire, phrasing, and the jazz lexicon (among other musical taxonomies) at ‘‘jam sessions”» (Scott, 2004: 284).

SCOTT, Andrew
“Sittin’ In:” Barry Harris’s Use of the “Jam Session” as a Jazz Pedagogical Device.
Journal of Popular Music Studies. 16:3 (2004) 283–290.

Para saber mais sobre a programação atual de Data Sessions do G-FEACC, visitar a página seguinte : Link


A nossa equipa também já recorreu à dinamização de uma Data Session para promover a descoberta da AC durante um evento científico.

BINET, Michel; JONDEAU, Claire; ROUYER-FESSARD, Adeline; BALP, Laurie – Session de co-analyse de données conversationnelles (Data Session), précédée d’une brève introduction et suivie d’un débat. In Colloque International Hybrida-2022 « Transformations des activités et des métiers du secteur social. Travail des frontières dans l’intervention sociale et la recherche » [18-20/05/2022]. Rennes : GIS-Hybrida-IS, 19 mai 2022

Formação na investigação em AC pela prática acompanhada da investigação em AC (Data Sessions)

As Sessões online de análise conjunta de dados conversacionais (Data Sessions) constituem um Espaço privilegiado de interformação, que potencia o acompanhamento e a capacitação de novos membros, sem ou com pouca formação prévia. Por esta via, o G-FEACC assume uma importante missão de formação inicial e avançada em Análise Conversacional, sem equivalente em Portugal.

« A “data session” is an informal get-together of researchers in order to discuss some “data” – recordings and transcripts. (…) Data sessions are an excellent setting for learning the craft of CA [Conversation Analysis], as when novices, after having mastered some of the basic methodological and theoretical ideas, can participate in data sessions with more experienced CA researchers. (…) A data session is one of the most rewarding experiences in the CA enterprise » (ten Have, 2005: 124-5).

Have (ten), P., 2005. Doing Conversation Analysis. A Practical Guide, London: Sage.

Exemplos :

Data Session | 2ª-feira, dia 05 de Dezembro de 2022, Grupo de pesquisa Interação em Contextos Institucionais (Paulo Cortes Gago, UFRJ) : «Os três primeiros minutos de três entrevistas de investigação sociológica : Uma sessão de co-análise metodográfica» (Dinamizadores : Michel Binet & Victor Braga) [Link]

Data Session | 6ª-feira, dia 04 de Março de 2022, Grupo Fala-em-Interação (Ana Cristina Ostermann, Unisinos) : «Pais e filho brincando no baloiço : Sessão de Análise Conversacional Multimodal» (Dinamizador : David Monteiro) [Link]

Data Session | 4ª-feira, dia 16 de Dezembro de 2020, GEACC : «Atendendo dois familiares de doente/s em Unidade de Serviço Social em meio hospitalar» (Dinamizador : David Monteiro)

Data Session | 5ª-feira, dia 14 de Abril de 2016, GEACC : «Análise Conversacional de um Trecho da emissão televisiva brasileira Roda Viva» (Dinamizador : Victor Braga) [Link]



Outras atividades

envolvendo a co-análise de dados

Atelier de Etnografia (áudio)visual

Tirar proveito do valor documental de fotografias e de filmagens, técnicas auxiliares da pesquisa de terreno: Organização de Sessões de análise de dados visuais (Data Sessions).

Logo 1 ULusíada

Sessão Orientação (11-05-2015)-page-001

 

Outros Exemplos:

  • Análise do valor documental da fotografia de um cartaz afixado num café, em Lisboa.
    • Enfoque analítico | A economia ritual dos (inter)actos conversacionais
Café: Preços e Ritualização do Pedido (Lisboa, Março 2013; Fotógrafa: Teresa Duarte)
Café: Preços e Ritualização do Pedido (Lisboa, Março 2013; Fotógrafa: Teresa Duarte)
  • 07-05-2013 | Multifilmagem (uso de duas câmaras) do depoimento de uma “aluna do 3º ano curricular da Licenciatura em Serviço Social” (ISSSL-ULL), numa aula da Unidade Curricular (UC) de Estruturas e Interação Social (2º ano curricular).
    • Assunto | Relatos de atendimentos na segurança social, considerados do duplo ponto de vista de uma futura profissional e de uma utente.
    • Multifilmagem | Duplo registo das actividades intersincronizadas da falante primária e da audiência (falantes secundários – Sinais de retorno)
    • Duração | 55 min.
    .

Michel G. J. Binet

Professeur Universitaire à l’ISSSL-UL (Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa – Universidade Lusíada) - Chercheur en Travail social - Docteur en Anthropologie - Analyste de Conversation - Coord. do Lab•FEACC - Chercheur Associé ADAC - Consultant - Formateur - Traducteur (portugais-français) - Membre du Conseil du GIS Hybrida-IS, Groupement d'Intérêt Scientifique en Travail social

More Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Laboratório de FENOMENOLOGIA, ETNOMETODOLOGIA e ANÁLISE CONVERSACIONAL da CLUSIVIDADE SOCIAL

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search